Veneza do Oriente Médio: Casas Flutuantes do Iraque

A cultura eco-friendly tão alardeada nos nossos dias já era praticada há centena de anos, inclusive com casas flutuantes inteiramente feitas de junco.


Notícias – 25 de março de 2015

Casa_flutuante_Iraque_Revista_Gente_Nova_Eco_Friendly_04

Pouco se fala no mundo sobre os rios Tigre e Eufrates berço de toda a civilização, local onde se acredita ter sido o Jardim do Éden, conforme relatado no texto bíblico do livro de Gênesis. Nessa região estão os conhecidos pântanos do Iraque, uma área que cobre mais de 9.000 quilômetros quadrados, maior que a lagoa de Veneza e Everglades da Flórida juntas. Foi uma área habitada continuamente por mais de 5.000 anos e em seu auge, era o lar de meio milhão ‘Marsh árabes’ ou ‘Ma’dan’. Esse povo de governo tribal seminômade tem sua própria cultura. Ma’dan é baseada na cultura dos Bedu (beduínos) nômades do deserto, adaptadas para a vida sobre os pântanos. Em geral, a forma Ma’dan de vida pouco mudou em milhares de anos.

A cultura eco-friendly tão alardeada nos nossos dias já era praticada por esse povo há centena de anos, como o transporte aquático com canoas de junco simples, seus métodos de caça de peixe e o seu admirável estilo de vida com suas moradias lindamente elaboradas – casas flutuantes inteiramente feitas de junco – e os intrincados desenhos de tecidos nas paredes de suas casas.

Estas maravilhas arquitetônicas, que lembra muito os ‘casoni’ dos pescadores venezianos, foram chamados de ‘mudhif’, estruturas temporárias de palhetas erguidas em apenas três dias, sem a utilização de pregos ou de madeira. Mesmo as ilhas onde são construídas as casas são feitas de arranjos complicados de lama e juncos.

Não há contagem de população atual para o Ma’dan. Os combates nos pântanos durante a guerra Irã-Iraque (1980-1988) levou muitos Ma’dan de suas casas. Outros deixaram os pântanos para viver nas cidades e vilas no “continente”. O Ma’dan e seu modo de vida ancestral em breve poderá desaparecer por completo.

Para saber mais, acesse aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.