Plastisoil pode significar rios limpos e menos plástico

O Plastisoil é um material que se assemelha ao cimento e pode ser utilizado na formação de vias e estacionamentos, combatendo impactos ambientais.


Notícias – 28 de julho de 2015

Um material novo, que se assemelha ao cimento pode ser utilizado na formação de ciclovias, calçadas e estacionamentos, combatendo dois impactos ambientais:

– Acúmulo de resíduos de plástico
– Poluição em águas pluviais

Essa substância foi denominada de Plastisoil, e é formada pela pulverização entre tereftalato de polietileno descartado (PET) e garrafas de plástico, que são misturadas com o solo e depois aquecidas. O que resulta é uma substância resistente, porém permeável, que se assemelha ao concreto ou asfalto poroso permeável.

No caso do concreto tradicional e da pavimentação feita com asfalto, a água da chuva fica retina sobre a superfície e é escoada para a rede de esgoto, misturando-se a óleo e sujeiras da estrada. No caso das superfícies permeáveis, assim como o Plastisoil, a água transpassa pelo material como se fosse uma espécie de filtro e desce diretamente para o solo, o que reduz a quantidade de poluentes que são lançados nos rios.

Para produzir uma tonelada de Pastisoil é necessário somente 30 mil garrafas PET, uma quantidade de energia muito inferior a utilizada na fabricação de cimento ou asfalto. Mesmo com um excelente resultado, os engenheiros e professores da Universidade de Temple, na Filadélfia, estão realizando testes para viabilizar também outros tipos de plástico futuramente.

Quer saber mais sobre plástico na construção civil e outras alternativas? Confira as matérias:

– Garrafas de Plástico na construção civil
– Lâmpada de plástico
– Plástico feito de cogumelos!
– Garrafas de água… comestíveis!
– Pastor contrói Templo com mais de 10 mil garrafas PET

 

Fonte: http://www.economist.com/node/17664351

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.